quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

"Para uma pessoa que não perdoa, a vida é um castigo pior que a morte"

Para quem não sabe, sou viciado em filmes antigos, especialmente os lançados nos anos 80. Em um dia desses, assisti ao terceiro filme de uma série cinematográfica que sou muito fã, o Karate Kid. Logo no início do filme, me deparei com uma frase que mexeu muito comigo, a frase foi dita pelo ilustríssimo sr. Miyagi e era mais ou menos assim: "Para uma pessoa que não perdoa, a vida é um castigo pior do que a morte". Será que nosso velhinho está certo?

Quando alguém nos machuca, um ciclo de sentimentos nos afeta, mais ou menos, nesta ordem: ódio, negação, depressão e uma suposta aceitação. Esse ciclo de sentimentos fere a pessoa por dentro , fazendo-a cultivar algo não muito bom,  a mágoa. Uma pessoa com mágoas parece que não vive e sim, sobrevive, pois vê sua vida em ruínas, se sente abandonada, infeliz e com um enorme desprazer em atividades que antes a agradavam. Minuto a minuto, a pessoa se lembra do que a machucou e volta a viver aquele velho ciclo e esse filme nunca acaba. 

Então, quem  magoou se arrepende e pede perdão, eis que surge um divisor de águas. Não adianta negar, a maioria de nós somos orgulhosos e pensamos: "Se ela me fez sofrer, então não quero mais saber dela. Dane-se". Essa é uma atitude errada, pois aumentamos a mágoa dentro de nós mesmos e isso, consequentemente, prejudica a nós mesmos. Quando caminhamos lado a lado com a mágoa, ela acaba se tornando parte da gente e isso não é bom, pois além de não realizarmos nada útil por estarmos perdendo tempo sendo infelizes, também poderemos morrer, porque é comprovado que a mágoa pode levar a doenças fatais.

Senhor Miyagi estava mais do que certo em dizer que "quem não perdoa vive um castigo pior do que a morte", pois com o perdão, eliminamos a mágoa existente dentro de nós e , assim , conseguimos endireitar nossas vidas, focando em coisas que são realmente importantes como nossa família, carreira, amigos, etc. Agora, se formos orgulhosos, ficaremos remoendo nossa mágoa até o dia que não poderemos mais e , ao olharmos para trás, perceberemos que vivemos um castigo que foi pior do que a morte.








7 comentários:

  1. Sr. Miyagi estava mais do que certo quando disse que a vida é um castigo pior do que a morte para pessoas que não perdoam.

    O perdão é um dom dos bons praticados para pessoas do mal. Essas sim é que deveriam perdoar ao invés de serem perdoadas.

    Eu mesmo já perdoei pessoas que não merecem perdão e, sinceramente, me arrependi. Hoje penso que foi uma das maiores besteiras que já fiz. Achei que essa pessoa tivesse se arrependido de tudo que fez e querendo mudar, mas vi que não passava de mero teatro. Hoje essa pessoa é isolada e ignorada por todos.

    ResponderExcluir
  2. Passei pela mesma situação que você, Vini. Perdoei uma pessoa que, no fim,vi que não merecia perdão, pois era uma pessoa muito falsa, que mesmo depois de eu a ter perdoado, saiu falando asneiras de mim . Depois disso, cortei relações com essa pessoa e hoje ela continua destilando seu veneno em outras pessoas. Se continuar assim, ela vai acabar isolada. Uma pessoa assim não tem bondade no coração.

    ResponderExcluir
  3. Passando por ai,vi esse blog.Engraçado que para mim foi o texto certo no momento certo.Eu também já escrevi sobre perdão,mas ultimamente não estou conseguindo exerce-lo.Ler isso foi um bom apoio,para eu enfim entender que o que passou,passou e temos que aceitar,continuar e perdoar,afinal magoas e ressentimentos só fazem mal a nós mesmos né?...Obrigada por ter escrito isso! E nova vida,mas feliz a todos nós!

    ResponderExcluir
  4. Fala Aline...

    Olha, fiquei muito realizado em saber que meu texto a ajudou. Realmente, guardar mágoas só nos fere mais por dentro, temos que guardar nossas energias para as coisas boas e não as ruins.

    Muito bom o seu blog também. Deixei um comentário lá, espero que leia!

    Beijos e obrigado!

    ResponderExcluir
  5. Hey!Obrigada pelo comentário!Seu texto ajudou e muito.Além do que é sempre bom ver que existem pessoas que acreditam na mesma coisa e seguem a mesma linha de raciocínio.Bom.. por isso eu tomei a liberdade de te adicionar no orkut.Se não houver problema, me aceite lá! beijos.
    Obs: Viva o Johnny!Viva o Rock! ^^

    ResponderExcluir
  6. Como te disse aquele dia no MSN, mais um texto que acabei me identificando Pedro! :)

    Sou meio suspeito pra falar desse assunto, já fui perdoado diversas vezes por meus erros, falhas que não deveriam ter acontecido, enfim, atitudes que eu não deveria ter tido.

    Meu maior problema não foi receber o perdão, quanto a isso, eu fiquei muito agradecido, foi um ato de extrema bondade e amizade da pessoa, o problema é que eu não conseguia perdoar a mim mesmo pelos erros que eu cometi.

    Era uma batalha diaria contra minha mente, colocar na cabeça que eu havia sido perdoado, que a pessoa havia deixado o assunto pra lá, e seguir em frente, continuar com a vida.

    Se a pessoa que me perdoou não guardava magoas, ressentimentos, porque então eu continuava pensando sobre um assunto em que poderia por uma pedra em cima?

    É como dizem, a gente esquece o que deveria lembrar e vive lembrando do que queriamos esquecer!

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, também sou fã do Sr. Miyagi. Para os amigos que disseram que perdoaram pessoas que não mereciam e se arrependeram, pense que o perdão é bom para você e não necessariamente pra quem foi perdoado! Essa é a mensagem do Sr. Miyagi! Pense que você merece perdoar mesmo que o outro não mereça o perdão!

    ResponderExcluir