terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Ser diferente é normal...

Imaginem se tudo no mundo fosse igual: as cores, as ruas, as pessoas, os carros, etc. Com o tempo iríamos enlouquecer com a tamanha monotonia que o mundo nos proporcionaria. Imagine só, você sair na rua e se deparar com várias pessoas com o mesmo corte de cabelo que o seu, a mesma roupa que a sua, os mesmos gostos que os seus. Agora imagine se a única cor que existisse fosse a preta. Todos os carros pretos, todas as roupas pretas, tudo na cidade preto. Agora o pior, já pensou se no cinema só passasse um único filme para todo o sempre? As diferenças vieram para quebrar essa monotonia e oferecer às pessoas um leque de opções para que elas não enlouqueçam por somente bater em uma tecla. Como diria Raul Seixas: "Prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo".

Nos dias atuais acontece um problema, mesmo com milhares de opções as pessoas insistem em ser iguais. Pode reparar, na maioria dos grupos as pessoas ouvem o mesmo tipo de música, assistem ao mesmo tipo de filme, se vestem do mesmo jeito e têm o mesmo penteado. Com isso, as pessoas que são diferentes acabam sendo discriminadas. Se você ouve um tipo de música que é diferente do que a maioria gosta, vão te discriminar. Se você gosta de um filme que a maioria não gosta, vão te discriminar. Se você se veste diferente, vão te discriminar e por aí vai. Parece que se a pessoa tem sua própria opinião e essa difere da maioria das pessoas, essa pessoa está errada e merece ser discriminada. Desse jeito é melhor que tudo no mundo seja igual, pois mesmo com tantas opções as pessoas insistem em sempre seguir o mesmo caminho.

Se você é igual eu, que sou discriminado por ser diferente, não dê bola, pois as pessoas diferentes é que costumam se destacar com o tempo. Um bom exemplo a ser usado é a cantora Lady Gaga, ela faz o maior sucesso por ser completamente diferente, tanto nas músicas quanto nas atitudes e no jeito de se vestir. Agora, se ela insistisse em ser igual aos outros, será que ela estaria onde está hoje? Outro bom exemplo foi o rei do rock Elvis Presley, que praticamente inventou o rock. Se o Elvis insistisse em ser um cantor igual aos outros de sua época, será que ele teria feito sucesso? Se o que é diferente faz sucesso, porque insistir em ser sempre igual?

9 comentários:

  1. Pedro mais um texto muito bom muito bom mesmo só q como todo bom Pedro tenho q fazer uma piadinha se o unico filme passando no cinema pra sempre fosse O poderoso chefão eu ia adorar :D agora serio, vc ja pensou em escrever um livro ? sei lá poderia ser uma boa ideia

    ResponderExcluir
  2. Fala Xará...

    Inicialmente obrigado pelos elogios, fiquei feliz com eles. Também sou fã confesso da série Poderoso Chefão, possuo os três filmes e assisto sempre que possível.

    Então, a idéia de escrever um livro já me passou pela cabeça sim, mas escrever livro é tenso pois precisa ter assunto para pelo menos umas trezentas páginas e não sei se eu daria conta. hehe

    Mas valeu ae pela audiência, Pedrão. Abraço

    ResponderExcluir
  3. Mais um excelente texto Pedro!

    Eu acho que o que mais une (ou deveria) as pessoas são as diferenças umas das outras, afinal, os opostos se atraem. Por exemplo, se você gosta de uma garota totalmente diferente, inicialmente vai achar perda de tempo investir em um relacionamento, pois há pouquíssimas (ou nada) coisas em comum. Mas, com o tempo, verá que um completará o outro. Se um é tímido e o outro extrovetido, os dois irão se ajudar. Agora, se gostar de uma garota totalmente igual, as conversas irão ficar sem graça, pois concordaram em tudo, não terão o que discutir.

    P.S: Com relação ao filme, adoraria se fosse James Bond!

    ResponderExcluir
  4. Otimo texto, Pedro!

    Diversas vezes já fui zoado por curtir musicas diferentes as que são "modinhas", por gostar de cantores impopulares, curtir programas de televisão diferentes e por aí vai, mas nunca dei muita importancia pra isso. Sempre fui meio diferente mesmo :)

    Porém há exceções em que "ser igual", ainda da certo, e vejo isso com meu melhor amigo! Gostamos praticamente das mesmas coisas, temos muitas ideias semelhantes e mesmo morando tão longe um do outro, é uma amizade que ja dura quase 4 anos! :)

    Mas são casos à parte, pois num geral mesmo, ser diferente acaba sendo pretexto para discriminação. Ou você é igual aos outros, segue o que outros estão fazendo, ou você é um excluido, vendo a grosso modo.

    No mais, o que querem que sejamos, é um "maria vai com as outras"

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado pelos comentários pessoal!

    ResponderExcluir
  6. Acho q vc levaria jeito pra escrever um liivro!! Ainda mais se vc colocasse uma dedicatória pra miim, neeh?! (brincadeira)

    Goostei muito do texto(:
    Parabéns primo!!

    ResponderExcluir
  7. Valeu Talita, a dedicatória estará lá sim, ein! hehehe

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Pra variar me identifiquei!!Leio,leio,leio e até agora estou concordando com tudo que li por aqui!Muito bom cara!
    beijo.

    ResponderExcluir